março 08, 2010

Fantas 2010, o resumo

O Fantas de certa forma representa um início de ano, é um marco nas minhas memórias e no meu quotidiano. Sentiria falta se falhasse um ano.

Este foi o oitavo e fiquei com a sensação que este foi o primeiro ano de "terror". As memórias que guardo são de filmes clássicos, uns mais do que outros, e de bons filmes que não chegaram às salas de cinema nacionais, ou que passaram despercebidos. Mas este ano parece-me diferente. Dos cinco filmes que vimos em dois dias (é a única altura do ano em que apanhamos uma congestão cinematográfica): dois foram de terror, contemporâneos; um foi um clássico francês a que não se pode chamar exactamente terror porque os franceses são mais eruditos :p ; outro foi uma autobiografia romantizada, com o conflito Israel/Palestina como pano de fundo; e um outro de acção, mas igualmente fantástico.

Aqui ficam algumas imagens:

SEXTA, dia 5


ORPHÉE - Jean Cocteau


THE TIME THAT REMAINS - Elia Suleiman


THE BOOK OF ELI – Albert Hughes, Allen Hughes

SÁBADO, dia 6


THE CRAZIES – Breck Eisner


Heartless – Philip Ridley